baú

mentes gêmeas
que se completam
através de um elo cósmico

amigo: a outra metade do baú
onde acumulam-se sigilos
e memórias com sabor de tutti-frutti

e demos graças à memória
porque ela preserva
o que vida costuma enterrar

eu pergunto:
que afeto ou sentimento
há de ser maior do que a amizade?
de fazer rasgar o peito
de fazer erguer as mãos em cerimônia
mesmo quando o tempo se mostra adversário
mesmo quando os dias são da cor do chumbo;
esse elo que é como uma rajada de vento
capaz de derreter o gelo
mover as nuvens
e anunciar chuvas

amizade é o cavalo alado
que repousa no pico da montanha
mas relincha contra os algozes
na floresta de pedras,
quando se faz necessário

amizade: sacia a ânsia
e a sede
num golpe de felicidade
nos trazendo visões
de um futuro promissor
e injetando fé
em nossos corações.

Anúncios

relva

tumblr_oeyi32znym1rjlfd7o1_1280

imperioso,

o sol vespertino toca a relva
levantando o cheiro fresco,
vívido e lisérgico,
rompendo o silêncio glacial
dos espíritos repousantes
nas esquinas da mente

remove-se o band-aid:
falta de sincronia
entre os sentidos;
a cada passo dado,
sente-se o peso da alma
o agridoce na língua
o nó na garganta
encarcerando o choro

aos solavancos
caminho até o fundo do quintal;
sento-me ao lado do mimo-de-vênus:
nem mesmo o chá de hibisco
pra afilar o tamanho da saudade

meu cérebro: morada de raízes secas
anfitrião de ossos,
vísceras implodidas
e sangue azul;
meu coração: repouso para os corvos
guardiões da morte e da memória
e eu me atenho a memórias
como quem se atém a um colete salva-vidas

a vida se decompõe no solo
e os tesouros permanecem escondidos
na superfície
criando raízes
florescendo
e continuando
tendo o seu valor reverberado em vida
gerando mais vida
e para sempre espalhando boas novas.